Avançar para o conteúdo principal

A Lãmpada

Introdução:


É a amiga silenciosa de Jesus, é a amiga silenciosa da alma eucarística.
Quando o templo esta deserto, ela esparge em volta de si uma luz humilde e suave, ilumina a portinha do tabernáculo, e parece pedir que a deixam entrar para dizer ao Divino solitário – eu velo contigo.
 – Quando as almas saciadas de oração e d’amor, abandonam o templo para voltarem ao batalhar quotidiano da vida ela as saúda: - ide, almas amigas de Jesus, voltai aos vossos suores e fadigas; eu fico aqui a velar por vós.

Um templo sem lâmpada parece um corpo sem alma.
O olhar do crente gira em volta, e se não encontrar uma luzinha suspensa, sente no coração uma voz fria como a voz de um desengano, que lhe diz – aqui não está Jesus.
– Talvez ali se encontre tesouros d’arte; mas que podem dizer as obras primas da pintura e da escultura se não são animadas pelos raios da lâmpada?
 O génio do homem, entrando no templo, não pode dar vida á tela e ao mármore se não caí sobre eles o tremeluzir daquela luz.
Ó cara lâmpada!
Tu pareces-me o olhar do amor divino que me penetra a alma a perscrutar-lhe os segredos mais íntimos, que me desce ao coração a desperta-lhe os mais ternos afectos: tu calas sempre, mas sempre estas falando no teu silêncio misterioso: quando uma aridez desoladora me torna surda e muda, tu tens força bastante para me despertar por um instante e lançar um pouco de conforto nas amarguras do meu coração.
 Às vezes tudo parece estar morto para mim, o próprio Jesus parece ter desaparecido do olhar da minha fé, tu porem estas sempre aí para assegurar-me e dizer – não temas, a tua fé não está morta, Jesus está sempre aqui.

Oh! Como é bela e comovente a poesia da lâmpada!
 A luz que chove de uma estrela, a luz que se despenha a torrentes do sol, não é tão tocante, não tem inspirações tão suaves como a de uma lâmpada que esta suspensa no pequeno recinto de uma capelinha d’aldeia.
Quantos olhos derramaram lágrimas ao contemplá-la!
Quantos corações se sentiram enternecidos ao pé dela!
Quando a oração parece morrer nos lábios pelo cansaço, ela sabe dizer uma palavra misteriosa: - ora ainda um pouco, que Jesus ainda te está escutando – e a alma continua a orar.
Ela tem sempre conselhos a sugerir, confortos a dar, recriminações a fazer; ela tem uma potência misteriosa, como a de um anjo posto por Deus para tutelar a honra do tabernáculo, para ter despertas as almas, para consolar os corações áridos e tristes.

É o testemunho litúrgico da presença real de Jesus entre os filhos dos homens, bem como da fé dos crentes no mais profundo e mais vasto mistério do amor divino.

Ela é considerada qual símbolo da alma nas suas relações com Jesus Sacramentado; e quantas vezes a alma eucarística não tem intervejado a sua chamazinha, o tremeluzir da sua luz, o silêncio da sua vida, a constância da sua imolação, a honra do seu mister, a sua vizinhança do seu tabernáculo, a humildade de sua aparência, a beleza de todo o seu ser!

Quantas almas não dariam as mais ardentes lágrimas, e até o sangue para alimentá-la!
Quantas ambicionariam ao menos a honra de estar-lhe perto, de fornece-la, de a terem na mão ao menos por uma hora suspensa entre o céu e a terra, qual símbolo e imagem de um coração que, cansado já das criaturas, deseja subir para Deus passando pela Eucaristia. (…)


(Retirado do livro: Centelhas Eucarísticas, 1916; 3ª Serie – 1ºEdição, capitulo VIII, pagina 76 e …
Traduzido do italiano pelo Ver. Dr. António José Gomes, vice-reitor do seminário de S. José de Macau na China)

Nota: Mantive o texto como apresenta no livro com a escrita antiga.
           Continua no post seguinte : As lâmpadas Vivas

Comentários

Mensagens populares deste blogue

ROSARIO DOS AFLITOS

NOSSA SANHORA MÃE DOS AFLITOS, NOSSO AUXILIO, NOSSO IMEDIATO CONSOLO.
«Terei compaixão dos filhos que rezarem este rosário nas horas aflitas. Darei o meu auxílio e o meu imediato consolo.»


COMO REZAR O ROSARIO DOS AFLITOS.

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amem.

Invocações ao Espírito Santo

Vinde Espírito Santo, Amor do Pai e do filho, visitai-me e enchei o meu coração com a vossa divina graça, fazei que a minha alma seja para sempre a vossa morada e o meu corpo vosso sagrado templo, ajudai-me a ser fiel á graça de Deus e inflamai-me no fogo do vosso amor, agora e sempre. Amem.

Oração do Credo

Creio em Deus Pai, Todo-poderoso, criador do Céu e da Terra; e em Jesus Cristo, seu único filho, nosso Senhor; que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu á mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado á direita de Deus Pai Todo-Poderoso de onde há-de vir a…

Oração Nossa Senhora do Desterro

Imprimir e dobrar.

Pai-nosso pequenino

Pai-nosso pequenino,
Quando Jesus era menino
Tinha as chaves do paraíso.
Quem lhas deu,
Quem lhas daria?
Foi a Santa Madalena.
Cruz no monte,
Cruz na fonte,
Nunca o diabo nos encontre,
Nem de noite, nem de dia,
Nem ao pino do meio-dia.
Já os galos pretos cantam,
Já o Senhor subiu à cruz.
Arcas Santas bem fechadas,
Viva o Corpo de Jesus.
Ámen.